Saiba como Projetar uma Cozinha.





Ambiente de convívio e trabalho, a cozinha deve conciliar beleza e funcionalidade; e neste artigo veja as dicas para um projeto perfeito.






Hoje, a cozinha é o local onde é possível realizar as refeições do dia a dia, assim como a sala de estar é um local de encontro e de convívio da família. Mas o espaço também é um ambiente de trabalho, por isso a funcionalidade deve ser sempre priorizada. "Não adianta ter uma cozinha bonita se ela não se ajustar à rotina dos moradores".

Muitos fatores precisam ser considerados no projeto da cozinha: os alimentos que lá serão preparados, a quantidade de pessoas que farão uso dela e a frequência com que será limpa...", afirma a arquiteta Ana Paula Naffah Perez, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.

O ideal é que a cozinha esteja perto da área social (área de jantar) e tenha fácil acesso para a área externa (para a chegada com compras). A cozinha pode ser ou não aberta para a sala. Neste caso é muito mais importante dar continuidade ao estilo da sala. Se esta for fechada, é bom que tenha também acesso à área íntima (quartos) sem passar pela área social.

Ventilação e Circulação:



Dentre os quesitos mais importantes na hora de projetar uma cozinha estão também a ventilação e a circulação. 






Deve-se evitar que a cozinha se torne um corredor de passagem. "No espaço para preparar alimentos só devem estar as pessoas que estiverem cozinhando". Defende a arquiteta Ana Carolina M. Tabach, também diretora de projetos da C+A.

Pense em criar, uma ventilação cruzada com as janelas, prefira as que possuam algumas venezianas fixas ou não na parte superior, e portas, principalmente se a cozinha for aberta para a sala ou não tiver uma boa ventilação, em uma ótima exaustão. O fogão deve ser posicionado fora de correntes de ar.

A área mínima de uma cozinha é de 4 m², com no mínimo 90 cm no corredor de circulação, para facilitar o trabalho sem interferir na passagem. A pia para lavagem de louças deve ter, no mínimo, 55 cm de profundidade enquanto que a altura média fica em 92 cm, variando conforme a estatura dos proprietários da casa.

Iluminação:




Sendo assim, para a preparação das refeições, a iluminação é um fator muito importante. 





Sempre que possível, deve-se aproveitar a luz natural, que não distorce a cor dos alimentos. Para isso, abusar das janelas é a dica. No espaço determinado para o preparo dos alimentos, geralmente, são acrescentadas lâmpadas fluorescentes compactas amarelas ou lâmpadas incandescentes para corrigir a cor.

Pontos de luz devem ser colocados nos locais mais importantes da cozinha, como a área do fogão e a mesa. "Os principais desafios do projeto de interiores de uma cozinha são obter o máximo de conforto e ter um espaço aconchegante com uma boa distribuição de espaço", diz Ana Carolina.

Bancadas:

Para a organização, o uso de armários para guardar os objetos é uma excelente solução para manter a cozinha arrumada.




Em espaços maiores, é possível optar pela utilização de uma bancada extensa, onde se possa fazer, pelo menos, uma refeição por dia. 




A bancada deve servir de apoio a todas as atividades realizadas na cozinha, então deve ser feita de um material resistente. 

"O granito, além de duradouro, é fácil de limpar e quando conjugado com móveis de madeira: o efeito é muito bonito. Os laminados em madeira também podem ser boas opções para a confecção das bancadas, bem como os materiais resinados, como o silestone e o corian", explica a Ana Paula.

Nas cozinhas onde há falta de espaço, deverão criar-se condições de arrumação, sem retirar a amplitude do local. Uma opção é prolongar a bancada, fazendo dela um elemento multifuncional.

Aproveite até os Cantos: 

Os cantos da cozinha são locais perfeitos para transformarem-se em zonas de refeição. A área de refeições pode ser projetada também utilizando uma mesa ao lado da parede, ao lado de uma porta de vidro ou ainda no centro da cozinha.

Móveis: 




Para os móveis, se a opção for o emprego da madeira, pode-se utilizar pinho, carvalho, faia ou teca. 






A madeira desperta muito o interesse das pessoas, mas sua manutenção é complicada, pois os armários têm tendência a acumular gordura. "Outra possibilidade para estes ambientes é intercalar alguns móveis, brancos ou de madeira, com gavetas e portas em inox. Além de um efeito bonito, o espaço fica mais claro e mais fácil de ser limpo", orienta Ana Carolina.

Serviços:


Matéria: O Bonde
Edição e Publicação | Equipe | Blog Morar Melhor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Morar Melhor.
www.morarmelhor.com