Altura entre piso e teto é um diferencial do Projeto.

Arquitetura


Pé-direito alto garante ambientes amplos e ventilados. 







Além de valorizar o imóvel, grandes medidas entre o piso e o teto tornam os ambientes iluminados e muito mais bonitos.

A idéia de ultrapassar medidas e levá-las às alturas, se consolidou como um dos recursos espaciais mais bem quistos na composição arquitetônica. 

Não é à toa que o uso do pé-direito alto ou duplo é cada vez mais explorado por arquitetos e decoradores.

O pé-direito, termo que define a altura entre o piso e o teto, tem medida padrão de 2,5 a 2,8 metros de altura. Entre 3 e 4,5 metros de altura, ele é considerado alto. A partir de 5m, leva o nome de duplo, e quando a medida chega à marca de 8,4m, ele é considerado triplo.

O emprego do pé-direito fora do padrão (duplo ou triplo) se encaixa em edificações que tenham boas proporções dos espaços, pois em áreas muito pequenas, este recurso pode tornar o ambiente incoerente com a escala das pessoas e dos objetos'', explicam os arquitetos Ricardo Makhoul e Alessandro Cavalcanti.

Para a dupla, a proposta do pé-direito alto tem como principais características o trabalho estético e a preocupação com a funcionalidade. ''É possível criar ambientes mais arejados e possibilitar o uso de maiores panos de vidro ou aberturas, que iluminam mais os espaços sem incidir diretamente sobre os usuários'', diz Ricardo.

Projetos


Quanto ao apelo estético, vale ressaltar que onde há disposição de um ou mais pavimentos, é possível explorar os vãos com a colocação de telas, objetos de arte, além de materiais como pedras, palha, tijolos e papel de parede.





''Tais materiais proporcionam aconchego e sofisticação aos ambientes e imprimem uma identidade e personalidade ao projeto'', afirmam Luciana Régnier e Luciano Bachete.

Em relação ao uso, o pé-direito alto pode ser empregado tanto em casas quanto em apartamentos e áreas comerciais. ''Porém, percebo que essa tendência vem acontecendo muito em apartamentos, onde o uso de mezaninos é cada vez mais explorado esteticamente, pois garante charme e beleza'', diz Luciana.

Porém, algumas considerações são indispensáveis, como a importância da proporção entre o tamanho do ambiente com a altura do pé-direito, a precaução de instalar áreas de proteção (parapeito) para evitar acidentes e a possibilidade de mesclar luminárias instaladas no forro com outras de altura media ou mais baixas, a fim de auxiliar na manutenção.

Foto Informação: No projeto de Luciana Régnier e Luciano Bachete, o pé-direito duplo, que abriga o mezanino, valoriza a iluminação da sala, privilegia a ventilação e evidencia a amplitude do espaço (Alto Topo). Na loja, a variação de teto possibilitou a instalação de lustres e pendentes, que garantiram o clima de conforto e sofisticação. Projeto de Alessandro e Ricardo (Centro).

Serviços:



Fonte: O Bonde

Edição e Publicação | Equipe | Morar Melhor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Morar Melhor.
www.morarmelhor.com

Divulgue seus projetos no Morar Melhor, é Simples, Clique Aqui e envie um Email com seus contatos.