Lindo e Moderno Projeto de Apartamento.





Nesta reforma em um apartamento de 200 m², na cidade de São Paulo, buscamos a otimização dos espaços eliminando corredores de distribuição.





Um importante hall de entrada encarrega-se do acesso a todos os ambientes, tanto da ala de dormitórios quanto da ala social. Uma instalação como uma caixa invertida, de altura muito reduzida, foi totalmente revestido, forro e paredes, com folhas de madeira cumaru encerada.

Nele, estão escondidas seis portas. Para isso, desenvolvemos um sistema de fechadura oculta, deixando apenas a entrada da chave, “o buraco da fechadura”, em evidência. Como empunhadeira, optamos por cava vertical. Somente a porta do elevador, de jacarandá-da-baía, original do prédio, foi preservada e restaurada.

O antigo corredor dos quartos recebeu largas e altas portas painel de madeira, e foi incorporado à suíte, convertido em walk in closet para o casal.

Os armários para louças foram projetados como vedetes de vidro e aço e escancaram, junto à sala de jantar, lindos objetos garimpados pela proprietária, acusando seu gosto particular e irreverente, presente em todo o apartamento.

O mobiliário foi posicionado de maneira que os espaços pudessem acomodá-los em proporções generosas, e improváveis para seus 200 m².

O layout social foi fragmentado em quatro posições estratégicas: sala de jantar, mesa de trabalho, lounge e biblioteca de forma descompartimentada e fluida.



Dedicamos especial atenção à vocação urbana do projeto, revelando sua estrutura de pilares e vigas de concreto antes cobertos por reboco e massa. Dessa estrutura acidental resultaram destacados panos de alvenaria branca, e vãos de porta de madeira.




Então, “brincamos” com os desalinhamentos: cada porta tem altura máxima e variada, de acordo com as vigas. Ora de correr, ora pivotante, têm sua largura definida pelo pilar encontrado. 

Esse desalinho também ocorre nos painéis de alvenaria rebocados, resultantes dos cruzamentos das vigas e dos pilares, cujas proporções não obedecem a nenhuma regra de simetria ou igualdade, pois não foram projetados para aparecer. Essa trama de desiguais em harmonia, cativa o olhar.

No piso, desenhamos com “pedaceiras” de ipê, cumaru, angelim e mogno grandes quadros em forma de tacos, cuidadosamente paginados para percorrer os ambientes de forma fluida, sem soleiras.

Grande parte das superfícies de acabamento resultou do mobiliário Built in customizado, como bibliotecas de madeira e aço, armários e cristaleiras de aço e vidro. Alguns móveis vieram de família, outros foram criados especialmente para o projeto. 

Entre eles, destaca-se a mesa de jantar Quadrúpede, uma peça de madeira com 3,4 m de comprimento, cuja característica marcante são seus quatro pés balaustrados, muito diferentes entre si: juntamos três unidades de outras composições e um par de “pés” de abajur,  um insight imediatamente assimilado pela equipe de projeto e viabilizado pela marcenaria.

Também desenvolvemos a mesa Trecoteca, móvel versátil que, estrategicamente, define ambientes e armazena inúmeros instrumentos para atividade de bricolagem, de forma ordenada e visível.

Veja as imagens deste Projeto:














Planta do Projeto:



Serviços:




Ficha Técnica:

Arquitetos: Candida Tabet Arquitetura
Localização: Condomínio Edifício Lieta - R. Urimonduba, 130 - Jardim Paulista, São Paulo - SP.
Área: 200.0 m2
Fotografias: Rômulo Fialdini
Fabricantes: Assistência Telecom, Casa Franceza, Embaúba, Girante, Marmoraria São Luiz, Reka Iluminação, STR Ar Condicionado, Tuboar, Unibox.
Coordenação: Gabriel Faria de Paula
Equipe: Carolina Biseli
Interiores: Candida Tabet Arquitetura

Fonte: Archdaily 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Morar Melhor.
www.morarmelhor.com